Arquivo para maio, 2009

Do povo, pro povo?

Posted in idéias descabidas on maio 26, 2009 by Mr. T

Fazendo uma pesquisa rápida sobre cores, descobrí um fato curioso sobre a ‘colorida’ bandeira do Brasil.
 

Orgulho de muitos brasileiros (principalmente, se não for só, em dia de copa) suas cores representariam parte do “tesouro” nacional.

Verde para a vasta e imponente mata, amarelo pela riqueza do ouro (aquele q foi saqueado,  sabe?), azul pelo nosso celeste céu.

Pois bem, segundo o site do inmetro:

As quatro cores da Bandeira Nacional representam, simbolicamente, as famílias reais das quais descende D.Pedro I, idealizador da Bandeira do Império. Com o passar do tempo, esta informação foi sendo substituída por uma adaptação feita pelo povo brasileiro. Dentro deste contexto, o verde passou a representar as matas, o amarelo as riquezas do Brasil, o azul o seu céu e o branco a paz que deve reinar no Brasil.

Ou seja, “cada um ver aquilo que quer”.
E pra não perder a deixa de outro jargão conhecido, “tem gente que gosta de ser enganado”.
¬¬ 

Anúncios

Queimando o filme…

Posted in fotografias descabidas on maio 20, 2009 by Mr. T

Era o que eu dizia quando saía para bater fotos.
Tinha uma máquina russa, Zenith, manual, que nunca teve o fotometro funcionando. hehehe
Na época era chamada de “monoocular”, mas parece que hoje chamam de “reflex”. É a modernidade. hehehe…
Minha mãe tinha essa máquina desde que eu me lembro por gente. Nunca soube de onde surgiu, sei que eu ficava lá, namorando-a, até quando resolvir passar a mão e tomar por posse.
=P

Aprendí a mexer na marra, tirando fotos e fazendo amizades com o povo que trabalha em casas de revelação. Ficava lá, batendo papo, jogando um xaveco e aproveitava pra tentar aprender o máximo que podia. 
Então, após o terceiro defeito da câmera, desistí de mandar pro conserto. Já estava ficando caro.
Com a chegada das cameras digitais, fiquei um tempo de molho…

O tempo foi longo, mas chegou ao fim. 
Adquiri a pouco tempo uma Canon XSi-450D.
O prazer de poder fotografar novamente é indescritível.

Estou já a algumas semanas com ela, namorando, conferindo o manual e suas novidades.
A tecnologia digital trouxe MUITAS possibilidades para os fotografos, e eu quero fuçar em todas.
=D

Bom, tudo pra dizer que saí pra fotografar ontem a noite.
Não podia ter ido em um lugar melhor, Praça da Liberdade.

De longe, é meu lugar predileto na cidade. Só estando lá para entender.
Tive a sorte de chegar em um dia que o sistema de irrigação estava funcionando.

Sei que minhas fotos já sairam perdendo, é impossível exprimir na fotografia o aroma da grama molhada, e das flores noturnas que exalam um perfume envolvente ainda mais forte durante a noite.
Impossível colocar na fotografia, a sensação de estar acolhido, de se sentir em casa em meio um espaço público e aberto. 

Bom, em algum momento as palavras irão mesmo faltar.
Aproveito o nó na garganta para postar a primeira de muitas fotos que aparecerão por aqui.
Despois dessa introdução toda, espero que não fiquem decepcionados. Não tenho pretenções maiores com essas primeiras fotos, além do puro e simples “ensaio fotográfico”, onde vou ficar experimentando as possibilidades da camera, cada vez mais.

Enfim, é isso. 

 


 

 

Free Image Hosting at www.ImageShack.us 

Sinceridade em fim de linha

Posted in idéias descabidas on maio 19, 2009 by Mr. T

Rí alto aqui…

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “Sinceridade em fim de linha“, posted with vodpod

ê roça

Posted in tolerância zero with tags , on maio 14, 2009 by Mr. T

De longe, o que mais me desagrada nessa tal “Beagá” é a mania das pessoas de serem “da roça”.
É fato que a capital mineira não passa de uma ‘roça grande’. Mas, precisa confirmar isso o tempo todo?

Conheço alguns belohorizontinos que não acham isso bem uma qualidade.
Na verdade, muitos não gostam dessa história de não se tornar logo uma “grande capital”, com tudo de bom e ruim que o título proporciona.

Mas o assunto na verdade não é tão polêmico, não.
O caso é que existe um concurso gastronômico-cultural anual na cidade, o Comida de Buteco.
É fato que BH é a cidade com maior número de bares (carinhosamente: butecos) per capita do país.
Nada mais justo que alguém pra incentivar o consumo gastronômico neles, porque o de alcool não precisa mesmo.

Enfim, eis que vai o Mr. T procurar no site um buteco com um aperitivo legal, para experimentar e participar do evento.
Eis que encontra uma vasta seleção de comidas típicas “da roça”. Como se não comêssemos isso por aqui todo santo dia…
¬¬

fígado com jiló
filé com taioba
pescoço de peru
feijão tropeiro com couve
músculo de panela
músculo à milanesa
teta de galinha
(que diabos é isso???)

Vamos combinar, se for pra comer pescoço de peru e fígado com jiló eu prefiro ficar em casa e comer miojo.
E só pra tentar limpar a cara dos “gourmets caipiras”, uma das condições do concurso deste ano é a obrigatoriedade de elementos como taioba, couve e jiló no cardápio.

Ô coitado… Tinha qui sê im Beagá miesmo.

Drops

Posted in drops on maio 13, 2009 by Mr. T

Não aguento mais a kiss fm, toca Guns umas 5x por dia. Alguém sabe duma radio online boa? A Last tb morreu…