Queimando o filme…

Era o que eu dizia quando saía para bater fotos.
Tinha uma máquina russa, Zenith, manual, que nunca teve o fotometro funcionando. hehehe
Na época era chamada de “monoocular”, mas parece que hoje chamam de “reflex”. É a modernidade. hehehe…
Minha mãe tinha essa máquina desde que eu me lembro por gente. Nunca soube de onde surgiu, sei que eu ficava lá, namorando-a, até quando resolvir passar a mão e tomar por posse.
=P

Aprendí a mexer na marra, tirando fotos e fazendo amizades com o povo que trabalha em casas de revelação. Ficava lá, batendo papo, jogando um xaveco e aproveitava pra tentar aprender o máximo que podia. 
Então, após o terceiro defeito da câmera, desistí de mandar pro conserto. Já estava ficando caro.
Com a chegada das cameras digitais, fiquei um tempo de molho…

O tempo foi longo, mas chegou ao fim. 
Adquiri a pouco tempo uma Canon XSi-450D.
O prazer de poder fotografar novamente é indescritível.

Estou já a algumas semanas com ela, namorando, conferindo o manual e suas novidades.
A tecnologia digital trouxe MUITAS possibilidades para os fotografos, e eu quero fuçar em todas.
=D

Bom, tudo pra dizer que saí pra fotografar ontem a noite.
Não podia ter ido em um lugar melhor, Praça da Liberdade.

De longe, é meu lugar predileto na cidade. Só estando lá para entender.
Tive a sorte de chegar em um dia que o sistema de irrigação estava funcionando.

Sei que minhas fotos já sairam perdendo, é impossível exprimir na fotografia o aroma da grama molhada, e das flores noturnas que exalam um perfume envolvente ainda mais forte durante a noite.
Impossível colocar na fotografia, a sensação de estar acolhido, de se sentir em casa em meio um espaço público e aberto. 

Bom, em algum momento as palavras irão mesmo faltar.
Aproveito o nó na garganta para postar a primeira de muitas fotos que aparecerão por aqui.
Despois dessa introdução toda, espero que não fiquem decepcionados. Não tenho pretenções maiores com essas primeiras fotos, além do puro e simples “ensaio fotográfico”, onde vou ficar experimentando as possibilidades da camera, cada vez mais.

Enfim, é isso. 

 


 

 

Free Image Hosting at www.ImageShack.us 
Anúncios

3 Respostas to “Queimando o filme…”

  1. Tinha vontade de comprar uma semiprofissional… mas só me valheria a pena se fosse minha profissão. Tenho uma Sony W35 que (normalmente) dá pro gasto.

    Mas essas tecnologias novas são realmente sedutoras. Ontem vi um iPhone na mão de uma amiga minha… cara, eujá tinha desistido de comprar, mas só de ver aquele negocinho mágico funcionando na minha frente…

  2. Thiago, não sei se vc já usou cameras “reflex”, mas uma vez que usa, difícil se adaptar com outra coisa.
    Fiquei anos sem fotografar, exatamente pq não tinha camera.
    Claro q eu fotografava, festinhas e aniversarios, com uma camera compacta. Mas não é a mesma coisa. Pelo menos pra mim.

    Mas não acho q a tofografia seja ‘A camera legal’. A fotografia é “o olhar”.
    Se vc se adapta bem a sua camera, ela pode ser até uma descartavel q tinha antigamente. hehehe
    []’s

  3. Eu quero ver mais!!!! Cadê aquelas que você não quis mostrar, hein????
    Adorei essa da praça!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: