Arquivo para julho, 2012

eminente impotência

Posted in idéias descabidas on julho 21, 2012 by Mr. T

Começo de semana.
Dia com expediente normal, caminho de casa com horário normal.
Dois homens abordam a mim e uma amiga que segue comigo.
Com um deles, uma arma de fogo reluzente nos mantinha quietos e totalmente à mercê.

A fera arranha para sair. Ela sabe que é o momento.
O lado esquerdo do cérebro, num último movimento, avisava que sua acompanhante estava ali, muito perto.
Ninguém deve sofrer por atos de terceiros, muito menos os meus.

O esforço para conte-la foi grande.
Eram dois, mas um estava ainda na moto.
Estavam de capacete, mire o primeiro no estômago, depois, é só empurrar a cabeça com força, que o desequilíbrio faria o resto.
No da moto, um pulo direto derrubaria nós dois.
Ai, meu amigo. Nego ia ter que segurar o bicho no braço.
E ele tava muito, muito bravo.

Tal diálogo durou 1 segundo. O sujeito não era mesmo muito grande.
Não era. Mas aquele pedaço de metal com cápsulas de chumbo e pólvora diziam que ele era, ali, o mais mortífero de nós.
Ninguém deve pagar por nossos atos.

Foi-se uma quantia considerável em dinheiro e equipamento.
Não me diga que não importa, quem sua para trabalhar, quem não faz concessões trabalhando de madrugada e fins de semana sabe, importa sim.
Mas claro, a saúde física ficou intacta. Ela é necessária para conseguir, por vias legais, reaver o que foi perdido.

Arranhado ficou aquele sentimentozinho chato de impotência.
Arranhado, pois ele não é de todo sincero. Aquele diálogo ali atrás ainda é refeito em minha cabeça, apenas para ter certeza de que a atitude foi a melhor possível.

E por sorte, foi mesmo.
Aplaca ligeiramente a impotência, mas não a raiva…

Anúncios