Arquivo para julho, 2009

How can you eat vegetables?

Posted in idéias descabidas on julho 22, 2009 by Mr. T

hehehe
Adoro incomodar…
(clica na imagem pra vê-la em tamanho real)
E vai no site original das tirinhas. 

=D

Anúncios

Indenizações Fantasmas

Posted in idéias descabidas, tolerância zero on julho 17, 2009 by Mr. T

Conversava uma vez, com uma pessoa a respeito de preconceitos diversos, dentre eles, o de etnias.
Não mais que de repente, a pessoa me solta a afirmação de que acreditava no sistema de cotas (para negros) pois era uma maneira de “ressarcir” os negros pelos anos de escravidão.

Parei a conversa na hora.
Com absurdos, nenhum argumento é o suficiente. Deixei pra lá…

Sabe-se que no sangue de todos os brasileiros, corre DNA africano e europeu.
A não ser que sua família tenha vindo para o Brasil a menos de 50 anos, por mais branco que você seja, tem lá seu pezinho na Africa, e por mais mulato, tem uma pitada de “sangue azul”.

Agora, me digam. Como poderiamos ressarcir pelos anos de exploração e tratamento sub-humano que o africano teve quando o trouxeram ao Brasil?
Pela aleatoriedade genética da cor da sua pele?

Eu acho que não. 

Mas parece que ou a idéia não é tão abusurda, ou as pessoas estão realmente ficando loucas.

Indenização proposta aos descendentes de escravos no país equivale a 600 PIBs dos EUA
09/07/2009

A cifra é impressionante mesmo. E deve protagonizar uma nova polêmica com amplas discussões por todo o país. A criação da Comissão de Indenização aos Descendentes de Negros Africanos Escravizados no Brasil foi tema de uma audiência pública realizada ontem pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado com uma proposta que prevê o pagamento, em parcela única, de, no mínimo, R$ 200 mil aos que comprovarem o vínculo com os escravos. Caso fosse aprovada hoje e considerando que o território nacional abriga pelo menos 80 milhões de afrodescendentes, a medida custaria aos cofres públicos a impressionante cifra de R$ 16 quadrilhões, ou aproximadamente US$ 8 quadrilhões.

“Esse valor seria algo em torno de 600 PIBs americanos (Produto Interno Bruto)”, prevê Mário Lisbôa, diretor de Cooperação e Desenvolvimento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Apesar de favoráveis à reparação do Estado ao grupo social, especialistas ouvidos pelo Correio foram cautelosos quanto ao pagamento pecuniário.

Embora admita resistência ao tema, sobretudo no Congresso Nacional, Humberto Adami, presidente do Instituto de Advocacia Racial e Ambiental (Iara), lembra que os judeus vítimas do holocausto e os japoneses encarcerados receberam indenizações. “Por que para outras pessoas podem pagar e não para os negros?”, questionou. Defensor de políticas públicas sociais para os afrodescendentes, Mário Lisbôa pondera que a proposta é positiva, pois coloca a escravidão em debate. Mas admite que, do ponto de vista de capacidade de o Estado pagar esses valores, é inviável. “É um projeto ambicioso, tendo em vista que a população negra representa mais da metade dos brasileiros.”

As indenizações pagariam os negros pelos cerca de 300 anos de escravidão. “Sem qualquer medo de errar, o tema é um dos mais importantes. A ideia de reparação financeira é extremamente polêmica”, afirma o senador Cristovam Buarque (PDT-DF). Contrário ao pagamento das indenizações, o parlamentar defende incentivos educacionais aos estudantes afrodescendentes, financiamento a projetos culturais relacionados à cultura negra, além do reconhecimento público de que a abolição não está completa.

Jornalista e publicitário, João Roberto de Carvalho foi além e apresentou petição, em junho de 2001, à Comissão Interamericana de Direitos Humanos relativa à violação da Convenção sobre Direitos Humanos pelo Estado Brasileiro. “Caso vençamos na OEA, o dinheiro da reparação deverá ser depositado num fundo para ser aplicado em educação afirmativa, e será gerido por um conselho de notáveis da comunidade negra brasileira”, explica.

__________________________________________________

Eu nem me preocupo com esse tipo de coisa aprontada por nossos políticos, porque o valor a ser pago são cifras impossíveis ao país.

NINGUÉM no governo aprovaria um pagamento de 8 QUADRILHÕES de dolares, pois sabe que é pra lá de impossível isso.
Então, sem problema, isso não sai do papel nunca.

Mesmo assim, fico admirado com a curta visão das pessoas.
O pior, é que nego ainda vai usar essa proposta como discurso político para conseguir votos.
¬¬
E indenização por Portugal por traficar nossas riquezas naturais?
Eu acho uma boa.

Bi-combustível

Posted in drops on julho 14, 2009 by Mr. T

Exatamente desse jeito, mas abateço o meu com cafeína.

Teste de inocência.

Posted in idéias descabidas on julho 3, 2009 by Mr. T

Tá vendo sacanagem, né?
Segundo o site dessa imagem, pesquisas informam que crianças não conseguem ver essa cena pecaminosa que você vê, pois não tem uma memória associada com isso…

O que eles vão ver, provavelmente, são nove golfinhos em poses divertidas.
hehehe.
sério…

Como diz o texto, você, que não deve ser uma criança inocente, não vai conseguir ver os golfinhos em 6 segundos… (eu não consegui nem em 1 minuto)

Seleciona o texto abaixo que nele está a ajuda.

Vamos lá, seu impuro.
Os golfinhos estão em “preto”. 
Olhe entre o braço direito da mulher e sua cabeça, a cauda do golfinho vai de seu pescoço até o nariz. 

Achou?
\o/
Agora os outro 8, manda ver.
^^ 

from: http://www.123opticalillusions.com/pages/double-image-illusion.php

make sense

Posted in drops on julho 1, 2009 by Mr. T

Frase passada pelo msn, pelo Herba. Dá vontade de fazer uma camiseta com isso.
😉 

– We vegetarians love the environment. carnivores are sick freaks.

– How can vegetarians possibly love the environment… you keep eating all the fucking plants!